Quando se lança uma publicação que deverá surgir com regularidade, com o objetivo de informar divulgando conhecimento, deseja-se que seja útil e importante para quem a lê, que desperte interesse e se torne num foco de atenção. Mas enquanto promotor da ideia e seu primeiro colaborador e editor, nem Allan Kardec teria ideia clara da dimensão que a Revista Espírita